Cannes | Dia 6

O primeiro favorito a Palma de Ouro finalmente surgiu, com muitos elogios Portrait de la Jeune Fille en Feu, da francesa Céline Sciamma, longa costura uma elegante ambientação de época com uma observação incisiva sobre as discrepâncias entre o olhar feminino e o olhar masculino, que servem tanto ao enredo quanto à reflexão sobre gênero nas artes, em especial no cinema, a diretor que já é conhecidos por seus filmes Tomboy e Garotas é disparada a favorita ao prêmio máximo do festival.


Os belgas de duas Palmas de Ouro apresentaram seu mais novo filme, Le Jeune Ahmed, dos irmãos belgas Jean-Pierre e Luc Dardenne, conhecidos por dramas sociais tão despidos de estetização que até parecem documentários, os irmãos Dardenne são hábeis na construção de personagens complexos, o Ahmed do título é um adolescente de origem árabe que vive com a mãe e os irmãos em Bruxelas --a cidade, não custa lembrar, foi célula dos ataques terroristas de Paris em 2015, parece ser mais um dos dramas denúncia social, mas com esse júri, acho bem difícil saírem com a terceira Palma de Ouro.

You May Also Like

0 comentários