Um Reino Unido, de Amma Asante (2016)

O drama que marcou o retorno da diretora Amma Asante ao cinema, conta uma história clássica, talvez mais um no meio de muitos filmes que abordaram o tema em 2016, a questão inter-racial. O ano é 1940, a cidade é Londres, lá Ruth Williams é uma tradicional garota inglesa, trabalha como datilografa e gosta de sair para dançar nas noites, em uma noite qualquer ela se depara com um homem que lhe chama atenção, Seretse Khama ele é afro e ela ainda não faz ideia mas, ele é herdeiro do reino de Botswana, um país na África que esta tomando suas formas, o que acontece com eles? Se apaixonam, é claro, o filme não mostra absolutamente nada que já não tenhamos visto em inúmeros outros filmes.

O lugar e a década eram tomadas por preconceitos raciais, sociais e mais uma porção de coisas, o mundo estava saindo da guerra e logo surgiria o Apartheid, o surgimento do movimento só deixou a relação de ambos ainda mais complicada já que, na época o casamento inter-racial era contra lei, como se isso não fosse suficiente a família de ambos não aprovam o casamento e ai começa a trama novelesca, por todos os lados alguém tenta separar o casal, quando já sabemos que terminaram juntos. O contraste que a diretora coloca na tela é interessante, na Londres da década de 40 o clima é cinzento, no outro continente o clima quente é cheio de cores vivas, o filme mostra muito do que estamos vivendo ainda nos dias atuais, a luta para tornar a sociedade livre, democrática e igual, enquanto outros lutavam para que o preconceito e a superioridade racial e social se mantivessem inalteradas, pouco se mudou no mundo em décadas, o preconceito racial infelizmente ainda é muito grande, o próprio cinema de 2016 mostrou isso como nunca antes.

O maior problema do filme é não sair da comodidade de tantos outros, a abordagem é a mesma de sempre, não existe um diferencial, ainda que tecnicamente o filme tenha suas qualidades - algumas cenas foram filmadas no mesmo local onde a história se passa de fato - da até uma sensação de proximidade, o que não é suficiente, o casal de protagonistas também está ótimo, um filme que tem o amor como tema, a luta de um grupo de pessoas não decola, simplesmente porque o roteiro não se permite, longe de ser ruim, longe de ser memorável, bem cuidado, bom filme nada mais do que isso.

star1star1star1

You May Also Like

1 comentários

  1. Esse filme eu não assisti, mas eu havia visto de Amma Asante um outro que gostei muito chamado “Belle". Aqui:https://marcelokeiser.blogspot.com.br/2015/12/critica-belle-um-filme-de-amma-asante.html

    Abraço

    ResponderExcluir