À Procura do Amor, de Nicole Holofcener (2013)

O último filme de um grande ator da televisão e um dos poucos filmes de uma grande atriz, também da televisão e uma das maiores da atualidade. James Gandolfini e Julia Louis-Dreyfus criam seus personagens para uma comédia dramática que é mais do mesmo. O filme narra a história de uma massagista divorciada, Eva, com a filha prestes a se mudar para a faculdade, em uma festa, Eva conhece Albert, também divorciado com uma filha indo para a universidade, a atração dela por ele não ocorre de imediato, mas mesmo assim ela aceita sair com o homem, na mesma festa, Eva conhece Marianne, uma poetisa que vive a vida mais naturalmente e que logo se torna sua cliente e amiga. Já imaginam o que irá acontecer no decorrer da trama, não é? Pois é, acontece justamente o que qualquer um imaginaria.

O filme segue a cartilha dos dois personagens, existe uma química entre o casal, essa mesma que construída de uma forma quase que natural, tudo amplificado por conta dos dois ótimos atores, as qualidade ficam por ai, a trama é muito frágil, por conta disso se torna previsível, e não consegue entreter do inicio ao fim, em alguns momentos ficamos cansados da trama que parece com a atual novela das nove, cheia de coincidências toscas,  Se por um lado James Gandolifini fugiu das características de seus personagens na televisão, Julie Louie faz questão de nos lembrar que é uma atriz de televisão e de comédia escrachada, suas caras e bocas estão presente em todos os momentos do filme, não que isso seja ruim, como eu disse acima, os atores estão ótimos, são o ponto forte do filme, mas Julie poderia ter feito menos, bem menos.

Como se trata de uma comédia dramática, existem momentos de comédia - algumas piadas são ótimas - e seus momentos dramáticos, como a proposta é causar alguma reflexão por vezes, ele até consegue em uma era onde as informações pessoais estão a um clique de distância, é bom sermos lembrados que não se deve julgar alguém pelo que falam dela e sim pela nossa própria experiência. O filme não sai do lugar por conta de sua trama que não sai do mesmo e nem se preocupa com isso, se não fosse por conta de uma dupla de protagonistas que estão bem, sabem intercalar os momentos de comédia e de drama com facilidade, seria um tanto desastroso o resultado. Só o que posso afirmar é que Nicole Holofcener já foi mais feliz em suas realizações.

star1star1

You May Also Like

3 comentários

  1. Vou querer vê.
    James Gandolfini é inesquecível.

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei do filme. Tirando a coincidência entre as personagens que é totalmente clichês, achei interessante e próximo da realidade os problemas que o novo casal enfrenta.

    Realmente são dois grandes talentos da tv, pena que Gandolfini partiu cedo demais.

    Abraço

    ResponderExcluir
  3. Já gravei.
    Agora vamos vê.
    Acho que já vi esse filme.
    Como não anotei.

    ResponderExcluir